2020-07-31 19:07:35 geral

Qual a força de uma comunidade?

Fala mestre! Tudo sussa? Eu sou o Eniac e nesse artigo vou falar de um assunto um pouco diferente. Apesar de ter relação com o jogo que esse site se dedica, o Legends of Runeterra, esse assunto diz respeito a todo e qualquer jogo que possui uma comunidade de jogadores em volta.

Nem todo jogo possui exatamente uma comunidade. Em geral isso acontece com jogos competitivos pois você pode se dedicar a escolher jogar ele de forma contínua. Existem muitos fãs de The Last of Us, mas o jogo não sustenta uma comunidade jogando apenas ele porque não foi feito para isso. O foco é a narrativa, como um filme. Mas o que quero dizer então com “comunidade”?

Meu conceito de comunidade

Na minha humilde opinião a comunidade inclui todas as pessoas que se importam com o jogo, com as pessoas do jogo e querem trocar informações sobre ele. Seja um pro player, seja um organizador de eventos, um produtor de conteúdo para youtube, um streamer, um jogador, um viewer ou até a própria desenvolvedora. Eu disse “até a própria desenvolvedora” porque muitas vezes a empresa que faz o jogo não tá nem aí para a comunidade, o que é bem triste.

O que não faz parte da comunidade para mim é a pessoa que apesar de jogar o jogo não tem interesse em aprender a jogar melhor e não participa de nada nas redes sociais. É um jogador que muitas vezes por curiosidade baixa, testa (às vezes reclama pra caramba) e abandona o jogo.

A comunidade de um jogo torna ele muito mais interessante e muito mais dinâmico. Imagina jogar o LoR sem nenhum site para ter ideias de decks, sem streamers, sem canais e sem grupos pra trocar informações. Talvez alguns de vocês pensem: “Seria mais legal porque ninguém ia ficar copiando os mesmo decks”. É verdade! Mas pessoas que copiam decks iam sair do jogo, o jogo ia ter bem menos jogadores, a empresa ia ter menos interesse em investir nele e o jogo possivelmente iria morrer ou ficar pior a ponto de nem você querer mais jogar. A comunidade tem o poder de manter o jogo vivo!

Uma comunidade forte

Todo mundo já conhece o Gaules né? O cara é incrível e dispensa apresentações. Em sua participação no Flow Podcast ele falou uma coisa bem interessante sobre algumas comunidades. Gaules disse que a força da comunidade do CS é o que faz com que ela resista a qualquer ameaça. Ele cita um escudo que teria um problema de game design que tornou o cenário competitivo ruim. O que os times e os jogadores decidiram fazer foi não usar o escudo, simples assim. A comunidade conseguiu superar uma barreira de game design que poderia matar o competitivo ou até o jogo.

E isso muitas vezes falta em outras comunidades de jogos. Lembro quando jogava Hearthstone de uma época que o Yogg-Saron estava decidindo campeonatos! Qual a graça de ver um pro player ganhar um campeonato nacional ou mundial com um mísero rolar de dados? E a comunidade reclamou, reclamou e reclamou mais um pouco, mas ninguém baniu a carta de torneios. Imagina se todos os jogadores convidados a fazer parte dos torneios se recusassem a participar enquanto a carta não fosse banida. Alguns campeonatos menores até tentaram fazer isso, mas tiveram pouca voz. O problema era só no jogo? Ou será que faltou união à comunidade?

Construindo a comunidade

Diferente do que muitos pensam, quanto mais independente da desenvolvedora a comunidade for melhor. Esse é um assunto longo, talvez eu fale sobre isso em outro artigo. Mas a questão é que a comunidade não brota do nada, ela precisa ser construída. E as comunidades assumem as características dos criadores de conteúdo pois eles são as pessoas que mais trabalham para que ela cresça. A comunidade brasileira do LoR na twitch é bem conhecida por ser muito acolhedora e pode ter certeza que isso não é à toa. Streamers tem feito um incrível trabalho quanto a isso. Mas já não podemos dizer o mesmo de outras redes sociais. Por isso, faça a sua parte.

Independente do jogo que você gosta seja uma pessoa que vai ajudar outros e não diminuir. Infelizmente o LoL é um jogo incrível com uma comunidade terrível e isso não tem nada a ver com a Riot. Eu mesmo já quis aprender a jogar lol mas desisti depois uma partida. Não é que eu goste ou não do jogo pois eu nem consegui testar direito. Vejo sempre em grupos de facebook o cara que veio do lol ou outros jogos já chegar xingando carta, ofendendo outros jogadores porque perdeu uma partida e não consegue superar isso sem ofender outros. O resultado é uma onda de ódio nos comentários.

Infelizmente os experientes tem que tankar isso para a situação mudar. Pois se a gente não fizer isso a comunidade vai se tornar mais e mais tóxica. Eu tenho participado ativamente de um grupo do facebook e muitas vezes o cara fala daquela forma pra tentar ser engraçado, mas quando o cara é mal-educado de verdade e você responde de forma calma ele muda o tom da conversa.

Uma outra forma de fortalecer a comunidade é apoiar o cenário competitivo. Apesar de não haver nada oficial da Riot, tem muitos torneios rolando sim. Veja a nossa aba de torneios!

Lembre-se que a comunidade somos nós. E quanto mais ajudarmos uns aos outros, mais forte será essa comunidade.

Autor(a)

Eniac

Programador, jogador de cardgames, apaixonado por Data Science e fundador do Mestres de Runeterra.

Tags

comunidade gamer


R

Streamers online

Veja quem está em live agora

ir